Você sabia? Praticar atividade física diária prolonga a vida

26

Você sabia? Praticar atividade física diária prolonga a vida:

Não é novidade que quem pratica atividade diariamente tem mais chances de viver mais.
Afinal, exercícios físicos unidos à boa alimentação são a chave não apenas da boa forma, mas também de boa saúde.
E quando você vê um idoso acostumado a praticar atividade física é nítido que ele está com mais vigor do que os idosos sedentários.
Mas foi feito um estudo para tentar comprovar isso.
E ele apontou que sim, praticar atividade física com frequência, todos os dias, ajuda a cortar os riscos de mortalidade e prolongar a longevidade.

Estudo:

O estudo publicado no Journal of the American Heart Association, usou dados de 4.840 homens e mulheres com mais de 40 anos, estudados desde 2002 até 2011.
Os participantes receberam um aparelho que media suas atividades físicas durante o dia a dia.
No cotidiano dos participantes era contato desde fazer exercícios em academia, até os chamados “surtos” de exercícios.
Que pode ser subir aquele lance de escadas, ou aquela pequena caminhada de cinco minutos na hora do almoço.

Conclusão:

O estudo concluiu que quem pratica atividade física moderada por uma hora por dia cortava pela metade os riscos de mortalidade.
Isso quer dizer que independe de você dar corridas ou caminhadas rápidas que completem uma hora ao se acumular no fim do dia ou uma hora corrida de exercícios na academia, por exemplo.
Ou seja, quem pratica atividade física frequentemente, acumulando uma hora de atividade por dia, tem mais chances de viver mais.
Esse é um ótimo motivo para sair rapidinho do sedentarismo e começar a se exercitar.

Como se Exercitar:

Recomendamos que antes de tudo se faça uma avaliação com o médico.
Assim você pode checar quais os exercícios recomendados para você e quais as atividades que não são as mais ideias para se fazer no seu caso.
Algumas pessoas podem ter problemas nas articulações ou cardiovasculares e nem saber, por isso é bom recorrer ao médico.
Feito isso e conseguindo liberação médica, é ideal que se busque uma atividade que seja do seu agrado.
A atividade física deve causar bem-estar ou a pessoa acaba desistindo.
Você pode fazer corrida, ciclismo, esportes de grupo, musculação, pole dance, exercícios funcionais em casa ou na academia, dança. Fica ao seu critério.
O que mais recomendamos é que a mudança seja feita aos poucos.
Procure aliar a atividade física também à boa alimentação, se hidrate bem, use roupas adequadas para fazer exercícios.
E principalmente, busque sempre o acompanhamento médico e não exagerar nas atividades, pois o corpo também precisa de descanso.