Veja como a Atividade Física age Contra a Depressão

444

Veja como a Atividade Física age Contra a Depressão:

Pessoas que sofrem depressão tem tendência para passar muito tempo sem fazer nada, desocupadas e desanimadas.
Esse quadro de angústia e tristeza profunda não é saudável e só agrava a situação do indivíduo doente.
Muitas doenças, principalmente, as mentais e psicológicas podem ser ajudadas por exercícios físicos.
A maioria dos médicos sempre indicam rotinas com atividades físicas para ajudar nesses casos, o que é efetivamente positivo.
Umas doenças que mais podem ser ajudadas pela atividade física é a depressão, já que o problema envolve fatores biológicos, psicológicos e genéticos.
Apesar de ser uma doença bem complicada, passos como estes podem ajudar no tratamento.

A Melhora é Comprovada?

Já comprovado cientificamente que pacientes depressivos tratados somente com medicação possuem menos resultados positivos do que as pessoas tratadas com remédios e exercícios.
A depressão precisa ser acompanhada e tratada seriamente e a atividade física só vem para acrescentar.
Por isso os médicos sempre a recomendam a pacientes que sofrem desse mal.
Se atividade for feita em longo prazo, os resultados tendem a ser muito positivos, uma vez que um novo vício é criado.
É como se o paciente tivesse uma nova distração e uma razão para continuar a se exercitar.
Isso tudo acontece, porque o sistema nervoso acaba liberando a endorfina durante as atividades.
Essa substância causa uma sensação de bem estar e permanece durante horas no organismo.
Devido a isso, o paciente muda totalmente.
A diferença na vida do indivíduo doente é perceptível e palpável. Ela ficará mais agitado, animado e não mais acomodado remoendo a tristeza.

Sequências de Exercícios:

O mais indicado é traçar uma sequência ou rotina de exercícios para a pessoa que vai iniciar o tratamento.
A caminhada é a melhor atividade iniciantes.
O paciente deve andar durante 30 ou 40 minutos sempre acompanhado.
Quando a rotina de caminhada já estiver estabelecida, o tempo pode ser estendido ou o paciente pode começar a alternar e correr.
Outras atividades poderão também ser incorporadas a essa nova rotina.
O ideal é estabelecer uma alternância entre atividades aeróbicas e anaeróbicas.
Preenchendo a mente e o tempo com estes tipos de exercícios o paciente acabará se afastando da depressão.

É importante que o paciente pratique os esportes em lugares que mais lhe agrade.

Espaços amplos e ao ar livre são amenos e passa a sensação de tranquilidade, por isso um dos mais indicados.